...
...
Acesse o Portal da Universidade Federal do Ceará
Acesse a página inicial do site da Biblioteca Universitária
Fortaleza, sexta-feira, 21 de novembro de 2014
Normalização do Trabalho Acadêmico da UFC
Consulte as instruções para acesso ao Proxy
Acesse o portal de Periódicos da Capes
© 2014 STI/UFC
Início seta Biblionotícias seta Biblionotícias 2011 seta Biblionotícias - v. 18, n. 8, agosto 2011
Biblionotícias - v. 18, n. 8, agosto 2011 Imprimir E-mail
  • Editorial

Biblioteca Universitária (BU) e produção acadêmica, uma relação exitosa

É notório o crescimento na produção acadêmica da Universidade Federal do Ceará - UFC, expresso pela boa colocação da Universidade no ranking ibérico e latino-americano divulgado pelo Scimago Institutions Ranking (SIR 2011), e podemos afirmar que as atitudes tomadas pela Biblioteca Universitária têm um papel fundamental nessa produção.

Nos últimos quatro anos, foram adquiridos cerca de 80 mil exemplares de livros em formato impresso para cobertura das bibliografias indicadas para os cursos de graduação e pós-graduação. Investiu-se também na compra de 3.900 livros eletrônicos em texto completo, que podem ser acessados no ambiente da UFC e de fora da Universidade. As áreas do conhecimento contempladas pelos e-books são: Arquitetura, Artes e Design; Ciências do Comportamento; Ciências Biomédicas e Biologia; Economia e Negócios; Química e Ciências dos Materiais; Ciências da Computação; Ciências Ambientais e da Terra; Engenharia; Humanidades, Ciências Sociais e Direito; Matemática e Estatística; Medicina; Física e Astronomia; Computação Profissional e Web Design; Ciências da Saúde. Como reflexo do processo de incremento das coleções, nesse período o volume de empréstimos apresentou aumento de 36 %, chegando a 583.400 operações em 2010.

A BU tem investido na educação de usuários com dois programas básicos: o Projeto Recém-Ingresso, que orienta os novos alunos no uso adequado dos recursos informacionais das bibliotecas e a Maratona do Conhecimento, voltada para os programas de pós-graduação, que tem como objetivo apresentar à comunidade acadêmica como um todo os mecanismos de busca de informações que podem auxiliar na produção dos trabalhos acadêmicos, com destaque para a divulgação do conteúdo do Portal de Periódicos da Capes, que permite o download de artigos de revistas especializadas.

Outro fator decisivo para que a biblioteca possa desenvolver de forma mais eficaz, eficiente e efetiva seu papel, consiste na qualificação e capacitação dos funcionários, os quais tem buscado novos conhecimentos através de cursos elaborados pelo Sistema em parceria com a Superintendência de Recursos Humanos(SRH), especializações, mestrado e doutorado, com orientação para que o conhecimento  gerado através dos estudos seja voltado para o aperfeiçoamento  do Sistema de Bibliotecas. Destaque-se que a aproximação dos servidores do fazer científico vem conferir maior qualidade ao seu fazer profissional e pessoal, que se reflete na melhoria do atendimento prestado ao público.

Outro aspecto importante nessa parceria é a divulgação da produção através da Biblioteca Digital de Teses e Dissertações (BDTD), que já conta com mais de 1700 documentos publicados e do Repositório Institucional (RI), que embora ainda esteja em sua fase inical de povoamento, também já contabiliza mais de 170 documentos on line, em sua maioria artigos de revistas científicas. Ressalte-se que ambas as ferramentas reunem, armazenam, organizam, recuperam, preservam e disseminam a produção científica e intelectual da comunidade universitária da UFC.


  • Destaques do Biblionotícias em seus 25 anos

O SISTEMA DE BIBLIOTECAS DA UFC E A AUTOMAÇÃO UNIVERSITÁRIA - BIBLIONOTÍCIAS – OUTUBRO DE 1993

Outro problema em relação a bibliotecas é que há unidades que, dispondo da infra-estrutura necessária (instalações e pessoal), relutam, por desinformação, em fazer parte do Sistema.

Sabe-se que a maioria das bibliotecas da UFC surgiu por iniciativa de professores e pesquisadores, sendo natural o apego às coleções que ajudaram a desenvolver e a dificuldade em aceitarem a subordinação da “sua” biblioteca a um Sistema com direção própria e diretrizes técnicas e administrativas específicas.

Mas a estrutura sistêmica tornou-se um imperativo da era da informática, uma vez que bibliotecas isoladas ressentem-se da necessária uniformidade, não bancos de dados, não traçam linhas de ação comuns e têm maiores dificuldades em resolver problemas.

É um preço muito alto pelo isolamento.


ENVIO DE LIVROS ÀS SETORIAIS - BIBLIONOTÍCIAS - FEVEREIRO DE 1996


Um dos temas mais polêmicos do ano de 1995 foi a questão dos livros enviados às setoriais. Com muitos esforços foram enviados 6.136 livros para as bibliotecas do Sistema.

Obviamente encontramos muitas dificuldades uma vez que se comprou um razoável número de livros e não houve aumento nos recursos humanos para trabalhar esse material. Como já fazíamos parte do Programa de Catalogação Cooperativa (BIBLIODATA/CALCO) com a FGV, contribuindo também para o Catálogo Coletivo Nacional de Livros, o nosso sistema de automação ocasionou a repetição de algumas rotinas. O que está pendente para ser processado tecnicamente, durante o ano, será liberado e ficaremos aguardando os recursos que a UFC destinará para as compras de livros. Apesar do esforço a maior parte dos acervos das bibliotecas se constitui de livros publicados até a década de 70.


SISTEMA DE AUTOMAÇÃO UNIVERSITÁRIA – SAU – 06 - CIRCULAÇÃO - BIBLIONOTÍCIAS - SETEMBRO DE 1996


O Serviço de Circulação previsto no SAU – 06 engloba a parte de empréstimo domiciliar, reserva, devolução e penalidades.

Para usar as rotinas disponíveis no módulo de circulação são exigidas as seguintes condições: alunos de graduação e pós-graduação deverão estar regularmente matriculados/cadastrados no SAU – 05 (Administração de Atividades Didáticas); docentes e servidores técnico administrativos cadastrados no SAU – 02 (administração de Recursos Humanos); usuários especiais ou externos cadastrados na transação USUÁRIO.

Através de qualquer terminal instalado nos campi, o usuário terá acesso a transação BUSCA, verificando então a disponibilidade ou não do livro de seu interesse. Se o livro estiver disponível o empréstimo poderá ser efetuado de imediato. Caso não esteja disponível poderá ser reservado.

A operacionalização do empréstimo se dará da seguinte forma: o livro passará pela leitora de código de barras, em seguida o usuário digitará a senha para confirmação do empréstimo.

Quanto a não devolução do livros na data aprazada o aluno estará impedido de fazer a matrícula, de ser transferido e de receber o diploma. Ao docente e técnico-administrativo será vetada a saída para cursos ou estágios por tempo superior a trinta dias, bem como a aposentadoria.

O cálculo e a cobrança de multas serão feitos automaticamente.

Estão previstos também vários tipos de estatísticas e cartas-cobrança para os devedores.


  • Entrevista com o Diretor da BU no Jornal da Educação


No dia 1º de agosto o Diretor da Biblioteca Universitária, Francisco Jonatan Soares, concedeu uma entrevista no Programa Jornal da Educação, transmitido pela Rádio Universitária FM (107,9). Na opoertunidade, Jonatan falou sobre a preservação do acervo bibliográfico do Sistema, com destaque para o projeto de implantação do laboratório de conservação e restauração de acervos bibliográficos e para a campanha de preservação do acervo do Sistema de Bibliotecas da UFC.


  • Indexação da Revista Universidade Pública


A Biblioteca Universitária está realizando a indexação da Revista Universidade Pública (UP), editada pela Coordenadoria de Comunicação Social e Marketing Institucional da UFC. A  UP é um veículo de comunicação, de publicação bimestral, que visa à divulgação e valorização da produção científica e cultural da Universidade. Nela, estão contemplados resultados de pesquisas, projetos de extensão, entrevistas, arte, cultura, matérias sobre políticas públicas que interferem no cotidiano da universidade, grupos de estudos entre outros. 

A indexação da UP é feita com a análise e extração dos termos mais representativos de cada matéria, decodificando-se a informação de maneira exaustiva para contemplar um número maior de possibilidades de busca, visando facilitar a recuperação. O processo de indexação teve início pelas edições da revista já disponíveis on line, partindo-se do n. 34 de nov./dez. de 2006 e trabalhando em seguida os números de 35 a 40 de 2007, totalizando até agora 74 artigos indexados, como informa a bibliotecária Marlene Rocha de Sousa, da Biblioteca de Pós-Graduação em Engenharia, responsável pelo trabalho. Posteriormente serão indexadas também as edições impressas (2000-2006).

As buscas ao conteúdo podem ser realizadas no catálogo eletrônico da BU, que fornece também o link de acesso ao texto completo da matéria indexada. A recuperação de informações pode ser feita por autor, assunto, título, assim como termos significativos no contexto da UFC como pesquisadores e projetos de pesquisa. Como exemplo, podemos pesquisar o artigo pelo título: Gás para todos; ou pelos assuntos indexados: gás natural, software- desenvolvimento, gás como combustível etc. ou ainda, pelo nome do responsável pelo projeto e sua participação no mesmo: Prof. João Bosco Furtado Arruda. Coordenador do projeto; ou pelo grupo responsável pela execução do projeto pela sigla: GLEN ou pelo seu equivalente por extenso: Grupo de Estudo e Pesquisa em Infra-Estruturas de Transporte e Logística da Energia; poderemos recuperar também pelo nome do projeto: gaslog; ou pelo laboratório de pesquisa; núcleo de pesquisa; institutos; grupos de estudos etc. 

O trabalho busca também identificar os Setores e os Centros da UFC que mais vezes figuram nas matérias da revista. Até o momento, o Centro de Humanidades lidera com 28,3% de contribuição de artigos para a UP; o Centro de Ciências Agrárias e o Centro de Ciências com 8,3% cada; já o Centro de Ciências da Saúde e o de Tecnologia com 8,1% cada. Dentre os setores da UFC temos: o Hospital Universitário Walter Cantídio; o Instituto de Ciências do Mar e o Nudoc como os mais representativos. Com relação à natureza dos artigos indexados temos, até o momento, matérias que apresentam dados de Pesquisas realizadas pela UFC (17,5%); os Projetos de Pesquisa Tecno-Científicas que foram desenvolvidos nos diversos laboratórios da instituição (14,8%); seguidos de artigos de natureza Cultural (8,1%) e os Projetos de Extensão Universitária (6,7%). 
     

  • Maratona do Conhecimento recebe 300 pessoas


Nos dias 23, 24 e 25 de agosto a BU promoveu a V Maratona do Conhecimento: Treinamento Regional do Portal de Periódicos da Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior). O objetivo da maratona é apresentar aos alunos dos programas de pós-graduação e a toda comunidade universitária mecanismos de busca de informações para produção de seus trabalhos acadêmicos.

Este ano, o evento contou com uma equipe da Capes que ofereceu uma programação ampla de apresentações sobre o Portal de Periódicos, assim como palestras sobre o conteúdo disponibilizado no Portal, ministradas por representantes de editoras e sociedades científicas.

O treinamento ocorreu nos auditórios da Pró-Reitoria de Graduação, do Centro de Ciências e do Centro de Tecnologia e contou com a participação de 300 pessoas, entre membros da UFC, de instituições do Espírito Santo e de outros estados do nordeste, segundo a equipe organizadora do evento.

A bibliotecária Maria de Fátima Diniz Lobo, consultora da Rede Nacional de Pesquisa (RNP) da Capes, declarou sua satisfação em trabalhar com a equipe da BU pelo “entusiasmo e eficiência na condução do evento”, destacando os nomes dos bibliotecários Nonato Ribeiro, Islânia Castro, Isabela Nascimento, Ana Cristina Ursulino, Marina Alves, Kleber Lima e Nadsa Gurgel. Afirmou ainda que espera “que o programa tenha contribuído para a divulgação dos conteúdos disponíveis e que resultem em benefício para o desenvolvimento da pesquisa na UFC.”

A Maratona do Conhecimento é  realizada desde 2007 -  em geral no segundo semestre do ano e com duração de 2 a 3 dias, e busca  favorecer o desenvolvimento de habilidades relacionadas à busca, acesso e utilização de informações para construção do conhecimento. A iniciativa surgiu primordialmente visando divulgar a Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFC e o Guia de Normalização de Trabalhos Acadêmicos da BU/UFC, elaborado de acordo com as normas da ABNT, e também para contribuir com a ampliação do uso na UFC do Portal de Periódicos da Capes. É um evento que reforça a missão da BU de dar suporte informacional às atividades educacionais e científicas da UFC, pois visa promover e facilitar o acesso à informação intensificando a oferta de treinamento de usuários.


  • Climatização da Biblioteca de Ciências Humanas


É com grande satisfação que comunicamos a toda comunidade universitária que os três andares da biblioteca de Ciências Humanas, no Campus do Benfica, estão totalmente climatizados, favorecendo o conforto e bem estar dos usuários. A biblioteca passou ainda por  manutenções, incluindo a renovação da pintura do prédio.


  • Universidade Pública traz reportagem sobre a BU


Na edição de jul/ago. de 2011, a Revista Pública  veiculou uma matéria destacando o acervo de obras raras das Bibliotecas da UFC, que terá o tratamento técnico de conservação e restauração adequado com a futura instalação do Laboratório de Restauro e Preservação de material bibliográfico com recursos captados pela BU junto ao BNDES. Jonatan Soares, Diretor da BU declarou na matéria que a previsão é que o Laboratório esteja em funcionamento em 2013. A matéria destaca que, contrariamente ao que o senso comum apregoa, livro velho não é sinônimo de livro sem valor. O acervo de mais de 1.500 obras antigas, raras e preciosas abrigados pelas Bibliotecas de Ciências Humanas, Biblioteca da Faculdade de Direito,  Biblioteca do Curso de Arquitetura e Biblioteca Universitária, que vem sendo identificado, catalogado  e disponibilizado aos pesquisadores,  é um exemplo da crescente valorização dessas coleções de inegável importância histórica, artística, social e cultural.

Para ler a materia completa clique aqui .


  • Aquisição da obra literária de Rachel de Queiroz


A Biblioteca Universitária está investindo na aquisição de livros da lavra de Rachel de Queiroz, no intuito de ampliar o acesso à obra literária da escritora cearense. Em 2010, vida e obra da primeira mulher a ingressar na Academia Brasileira de Letras foram apresentadas na exposição "Rachel de Queiroz: múltiplos olhares" realizada na Biblioteca de Ciências Humanas (BCH) em alusão aos 100 anos de nascimento da autora.

Dentre os títulos já adquiridos estão romances, obras infantis, crônicas, contos, totalizando 19 obras, que já estão sendo disponibilizadas para consulta e empréstimo na Biblioteca de Ciências Humanas (BCH). Confira os títulos adquiridos:

    Romance: O quinze; João Miguel; Caminho de Pedras; As três Marias; Dôra, Doralina; O galo de ouro; Memorial de Maria Moura.

    Literatura infanto-juvenil: O menino mágico; Cafute & Pena-de-Prata; Andira.

    Teatro: Lampião e a Beata Maria do Egito.

    Crônica: Mapinguari; As terras ásperas; Um alpendre, uma rede, um açude; 100 crônicas escolhidas; Cenas brasileiras; Xerimbabo.

    Autobiografia/memórias: Tantos anos; O não me deixes - suas histórias e sua cozinha.


  • Biblioteca Virtual em Saúde é tema de palestra na Faculdade de Medicina


O Núcleo de Tecnologias e Educação a Distância em Saúde (Nuteds) da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Ceará (Nuteds/UFC) realizou no dia 3/08, às 15h, a palestra "Biblioteca Virtual em Saúde: Informação para pesquisadores", como parte do Ciclo de Conferências do Nuteds.

A palestra foi ministrada pela bibliotecária Rosane Maria Costa, da Biblioteca de Ciências da Saúde. Teve como público-alvo profissionais, pesquisadores e estudantes das áreas de Medicina, Enfermagem, Odontologia, Farmácia, Fisioterapia, Biblioteconomia e Ciência da Informação.

Mais informações pelo telefone (85) 3366.8055 ou através do e-mail Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email

Fonte: Núcleo de Tecnologias e Educação a Distância em Saúde da UFC - (fone: 85 3366 8055)


  • Resultados de enquetes realizadas na página da Biblioteca Universitária


Frequentemente temos publicado enquetes na homepage da BU a fim de conhecermos a opinião dos visitantes sobre serviços e produtos oferecidos nas bibliotecas da UFC. Em sondagens recentes sobre a capacitação dos alunos com relação à pesquisa acadêmica, obtivemos os resultados apresentados abaixo:

- Você conhece os treinamentos oferecidos pela BU para a utilização dos recursos bibliográficos?

Nº de votos: 244

88,9% - Ainda não

11,1% - Sim

- Você sabia que a BU oferece orientação e treinamentos sobre normalização de trabalhos acadêmicos?

Votos: 285

42,5% Não sabia, mas tenho interesse

28,1% Não sabia

23,2% Sim, mas ainda não utilizei

6,3% Sim, já utilizei esse serviço

Os resultados das enquetes demonstram que ainda existe desconhecimento acerca dos serviços oferecidos pelas bibliotecas no que se refere ao apoio à elaboração de trabalhos acadêmicos, mas que existe também interesse pelo serviço. A divulgação desse serviço tem sido intensificada com iniciativas como a Maratona do Conhecimento, o projeto “Descobrindo a Biblioteca, desenvolvido para os calouros, e o curso “Biblioteca pra quê te quero?”, visando divulgar os importantes recursos informacionais presentes nos acervos físico e digital da biblioteca. Informativos impressos também tem sido distribuídos visando esclarecer sobre a gama de serviços e produtos ofertados pelas bibliotecas.

Perguntados ainda sobre a satisfação em relação às novas aquisições de livros, fruto do programa de atualização do acervo da UFC, que atende às bibliografias indicadas pelos cursos de graduação e pós-graduação, os visitantes em sua maioria (68%) demonstraram satisfação com os livros novos. Foram registrados no total 325 votos. De 2008 para cá, a UFC destinou através dos editais do programa, R$ 4.000.000,00 (quatro milhões de reais) para a melhoria do acervo.


  • Bibliotecas do Brasil na Rede Pergamum


Clique no endereço abaixo e conheça as bibliotecas brasileiras que fazem parta da Rede Pergamum:

http://www.pergamum.pucpr.br/redepergamum/index_bibliotecas_brasil.php?ind=2


  • Unesp  disponibiliza acervo digital

                                                          
Mais informações: www.acervodigital.unesp.br

Fote: http://agencia.fapesp.br/14006  


  • Bibliotecas Virtuais Brasileiras


No link http://www.cg.org.br/gt/gtbv/alfabetica.htm encontra-se disponível, para consulta, uma lista de bibliotecas virtuais brasileiras, em ordem alfabética. Criado pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil, o Grupo de Trabalho (GT) de bibliotecas virtuais foi coordenado pelo Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT). Fonte: Boletim do Arquivo Edgard Leuenroth [Ael-l], v. 13, n. 147, ago. 2011; Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email

Fonte: Boletim CPC/USP - www.usp.br/cpc


  • 100 anos de Biblioteconomia no Brasil


Há cem anos, a Biblioteca Nacional do Brasil criava o primeiro curso de Biblioteconomia da América Latina, o terceiro em todo o mundo. Ao longo de um século, professores renomados como Cecília Meireles, Afrânio Coutinho e Sérgio Buarque de Hollanda abrilhantaram o curso que forneceu as bases para os conhecimentos da profissão. Ainda hoje, a BN é referência em inovações e tecnologias do setor, em especial sobre temas como preservação e digitalização de acervos. O presidente da Fundação Biblioteca Nacional, Galeno Amorim, participou de sessão solene no XXIV Congresso Brasileiro de Biblioteconomia, Documentação e Ciência da Informação - CBBD, em Alagoas, Maceió, junto do reitor da UNIRIO, instituição que há 42 anos assumiu o curso originado na BN, para celebrar os 100 anos da Biblioteconomia no país.


  • “Livros Raros” para comemorar


Para festejar a efeméride, a Divisão de Obras Raras da BN expõe até o dia 02/09 a mostra Livros Raros de Biblioteconomia: a memória científica da Biblioteca Nacional, com 25 obras de referência, do século XVI ao XX. Destaque para o livro Advis pour dresser une bibliotheque, do bibliotecário francês Gabriel Naudé. Publicado em 1627, o livro é o primeiro tratado escolar de administração de bibliotecas, que fundamenta práticas até hoje em vigor. Ainda como parte das comemorações do centenário da Biblioteconomia, a BN realiza a mostra Prata da Casa: diretores e funcionários da BN, com documentos manuscritos e material impresso e iconográfico.


  • Biblioteca Nacional Digital já disponibiliza 23 mil itens na internet e vai crescer


Nesta semana, o BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento) liberou R$2,4 milhões para a ampliação da BN Digital. O projeto realizado pela Fundação Biblioteca Nacional já possui cerca de 23 mil itens digitalizados - livros, imagens, manuscritos e jornais - com acesso gratuito no site da instituição A iniciativa ainda conta com 13 projetos temáticos de conteúdos exclusivos produzidos por pesquisadores, que abordam curiosidades da história, da música, da geografia, da literatura, do jornalismo, e permite pesquisa de imagens. A Rede Memória Virtual Brasileira é um dos destaques do projeto: o internauta tem acesso ao conteúdo de diversas bibliotecas cadastradas, além de inúmeros artigos sobre a construção cultural do país que vão desde a imigração chinesa no Brasil até o Cinema Novo. O acervo digital pode ser acessado aqui.
Biblioteca Pública da Paraíba reabre após reforma

Após ampla reforma, a Biblioteca Pública do Estado reabriu suas portas oferecendo ao público um acervo composto por cerca de 16.600 obras de todas as áreas do conhecimento, vídeos, dvds e periódicos em geral. Diariamente, a biblioteca recebe cerca de 80 pessoas entre turistas, estudantes da rede estadual e municipal, estudantes de concurso público e frequentadores assíduos.

Matéria completa em: http://goo.gl/PgMsd


  • Obras Raras e Especiais da USP


A Biblioteca Digital de Obras Raras e Especiais da USP torna disponível para pesquisadores e público em geral o conteúdo integral de títulos existentes nas diversas Bibliotecas da Universidade. Inicialmente, foram selecionados 38 livros em várias áreas do conhecimento, obedecendo aos critérios de antiguidade, valor histórico e inexistência de novas impressões ou edições do título.

Acesso através do link http://www.obrasraras.usp.br/


  • Aniversariantes dos meses de Agosto e Setembro


Parabenizamos os aniversariantes dos meses de Agosto e Setembro, desejando-lhes muitas

felicidades e realizações:

Maria da Conceição Pires Sampaio - 01/08

Gilson Messias de Oliveira - 02/08

Ana Márcia Andrade Silveira - 06/08

João Paulo da Silva - 16/08

Liduína Araújo Batista - 22/08

Ana Lúcia Martins - 24/08

Raimundo Augusto Durval Silva - 27/08

Djeanne Batista Costa Soares - 29/08

Pacelli de Mesquita Souza - 30/08

Antonio Paulo Feitosa Dias - 07/09

Hemanoel Mariano Sousa e Silva - 07/09

Maria Eliete de Oliveira - 08/09

Murilo Costa - 09/09

Maria do Carmo Almeida Machado - 10/09

Rômulo de Carvalho Rocha - 11/09

Raimunda Lúcia Vieira da Silva - 12/09

Moisés Rodriges Gomes - 12/09

Francisco Jonatan Soares - 13/09

Vanda Maria da Silva - 14/09

Marcos Antonio Santos Malheiros - 17/09

Edmundo Moreira de Sousa Filho - 19/09

Vanessa Pimenta Rodrigues - 21/09

Maria Eliana dos Santos - 22/09

Francisco Erandir Bernardino da Silva - 24/09

Eliene Maria Vieira de Moura - 25/09

Umbelina Caldas Neta - 29/09


  • Gente que faz a Biblioteca Universitária(BU)


Ana Lúcia Martins Ana Lúcia Martins, ou Aninha, como é carinhosamente chamada, nasceu na cidade de Madalena, no Ceará, e veio para Fortaleza ainda muito cedo para estudar e trabalhar. Cursou Biblioteconomia na UFC e ingressou no Sistema de Bibliotecas em 1984, onde ficou até 2011. Nesse ínterim, trabalhou na Divisão de Processos Técnicos, na Divisão de Coordenação e Bibliotecas e na Biblioteca de Ciências e Tecnologia(BCT). Na BCT, conta que atuou no Atendimento ao Usuário e orgulha-se de ter nessa época aperfeiçoado-se no manuseio do complexo Chemical Abstracts, importante obra de referência na área de Química. Na Direção da Coordenação de Bibliotecas, Ana destacou-se pelo profundo amor e conhecimento da Universidade e do Sistema de Bibliotecas, participando da gestão de 5 Diretores, dos 9 que já estiveram a frente da BU. Sob o seu ponto de vista, o maior desafio atualmente  dos diretores é a gestão de pessoas, que cada vez mais ganha importância e torna-se decisiva para o êxito das organizações.

Ao longo dos anos, descobriu uma paixão, a qual buscou dedicar-se arranjando tempo entre os projetos e estudos da Coordenação de Bibliotecas: as Coleções Especiais da BU. Primeiro, era preciso colocar ordem no Antiquário, uma espécie de refugo de obras recebidas das bibliotecas setoriais. Durante e após esse árduo trabalho, registrado em imagens onde se vê montanhas e mais montanhas de papel, Ana foi garimpando e buscando conhecer detalhadamente o acervo, chegando a identificar obras raras e preciosas. Ela costuma dizer que tem muito apreço pelos livros antigos, mas admite que folheá-los é custoso, os olhos começam a arder. Felizmente, um sonho que acalenta de que esse material terá tratamento adequado será realizado com a instalação do laboratório de conservação e restauração do acervo e com a reforma do espaço que abriga essas coleções.

Ana dedica grande parte de suas leituras aos textos da Logosofia , ciência criada pelo pensador argentino González Pecotche, cujo objetivo é levar o homem a desenvolver o domínio consciente de suas potencialidades humanas. Aprecia também música, cinema e literatura, sendo seu escritor favorito o francês Victor Hugo, célebre autor de O Corcunda de Notre Dame e Os Miseráveis. Gosta também de Rachel de Queiroz e do português Eça de Queiroz.

De porte elegante, Ana impressiona a quem a conhece justamente pela simplicidade, generosidade e amabilidade, características que a fazem ser admirada e respeitada no ambiente profissional e no convívio pessoal. Ana aposentou-se, mas sua contribuição para a BU pode ser considerada tão preciosa quanto as obras raras as quais se esforçou para preservar.


  • Dicas de motivação


Alegria no ambiente de trabalho

A alegria é algo que o ser humano busca ao longo de toda sua existência. Só que o significado de ser feliz para uns, tem uma conotação totalmente diferenciada para outros. Isso deverá se manifestar de acordo com a personalidade, os sonhos, os anseios, a experiência que cada indivíduo adquire ao longo de sua vida. Se encontrar a felicidade na vida pessoal é sinônimo de devaneio para muitos, quanto mais desejá-la para que se faça presente no meio organizacional.

Outro dia fui questionado sobre o que falta para a melhoria das relações no ambiente de trabalho. A resposta foi automática: ‘Falta alegria! Falta que as pessoas queiram fazer o que estão fazendo e jamais façam somente pela obrigação ou pela remuneração. As pessoas precisam ser mais ouvidas e a arte está justamente em encontrar a conexão entre o querer e o  fazer. É a magia de fundir meta pessoal e meritocracia na mesma partitura”. Esse é o pensamento de Dill Casella, consultor organizacional que direciona seu trabalho para o campo motivacional e a área de desenvolvimento gerencial.

Disponível em: http://www.rh.com.br/Portal/Motivacao/Entrevista/5176/alegria-no-ambiente-de-trabalho.html



  • Para refletir


"A utopia está lá no horizonte. Me aproximo dois passos, ela se afasta dois passos. Caminho dez passos e o horizonte corre dez passos. Por mais que eu caminhe, jamais alcançarei. Para que serve a utopia? Serve para isso: para que eu não deixe de caminhar".
Eduardo Galeano